9º. Dia da Novena Preparatória - Festa da Medalha Milagrosa

No 9º. Dia da Novena Preparatória para a Festa de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, dia 26/11/2007 às 18h rezamos o Ângelus, contemplamos os Mistérios Gozosos. A homilia do Pe. Ricardo Alexandre Fidélis, presidente da Celebração Eucarística juntamente com o Pe. Carlos Alexandre e Pe. Dario Palácio. A Novena em louvor a Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, com a Consagração a Nossa Senhora. Também foram celebradas Missas e Novenas às 7h da manhã.

 
 
          Pe. Carlos, Pe. Ricardo, Pe. Dario 
Pe. Carlos Alexandre

“... A 1ª. Leitura, Carta de São Paulo escrita aos Gálatas, nos fala de um mistério grandioso, mistério particular importância para a nossa fé cristã. Deus que enviou o seu Filho, nascido de uma Mulher para a Redenção da humanidade.

Isso é de uma grande importância para nós, porque Deus na sua Onipotência, Ele quis se submeter ao SIM de uma Mulher, ao SIM de Maria. E pelo SIM de Maria, como nós contemplávamos antes no Terço, o Verbo se fez carne, a Palavra de Deus se encarnou, assumiu a nossa condição humana, veio caminhar conosco.

Não é mais somente aquele Deus que se revela como no Antigo Testamento, falando com o seu povo. Mas é um Deus que agora quer caminhar com o seu povo, com passos humanos, e tudo isto porque Maria disse SIM!

Por isso nós não cansamos de louvar Aquela que foi chamada e que respondeu com disponibilidade a este chamado do Senhor. Prestando este grande serviço a Deus e a toda a humanidade porque por meio dela, a Palavra Eterna se encarnou, veio morar conosco, habitou entre nós.

Este Mistério nós contemplamos também no Terço hoje, a Anunciação que o Arcanjo São Gabriel fez à Virgem Maria. O Evangelho proclamava agora é uma continuação dessa contemplação que hoje já fizemos. Logo após o Anúncio do Arcanjo, diz o Evangelista, Maria partiu pela região montanhosa da Judéia em direção à casa de sua prima Isabel, esposa de Zacarias, já idosa e que estava grávida de João Batista. Mas, o Evangelista faz questão de dizer que Maria partiu apressadamente.

Ela tinha pressa em servir, em colaborar com sua prima, que com idade avançada havia concebido um Filho. O grande testemunho de Maria para todos nós. Ela cheia de Graça, repleta do Altíssimo que a cobriu, trazendo em si a semente eterna, o Filho de Deus. Ela se sente impulsionada a servir. Assim devemos ser também todos nós.

Pelo Batismo, nos tornamos Templos vivos de Deus. Quando comungamos nos tornamos Sacrários Vivos de Jesus. E isto já é motivo mais que suficiente para irmos ao encontro dos irmãos que necessitam para servir. Mas não é de qualquer jeito, é apressadamente. Mesmo que tenhamos que passar por regiões montanhosas, lugar difícil de caminhar. Mesmo que o nosso caminho seja difícil é preciso fazer como Maria – ir apressadamente ao encontro daqueles que necessitam.

Vejam que bonito – bastou a saudação de Maria, Isabel, imaginemos lá dentro de sua casa, quando ela ouviu a saudação de Maria que se aproximava, já sentiu a criança pular no seu ventre, pular de alegria, e ela ficou cheia do Espírito Santo! Bastou a saudação de Maria para que o Espírito Santo pudesse tomar conta da vida de Isabel. Que bom seria se pela a nossa simples saudação aos nossos irmãos, nós também pudéssemos comunicar aquilo que trazemos em nossas vidas - o Espírito Santo!

É preciso despertar a alegria do interior dos irmãos, porque nós comunicamos o Espírito Santo. João Batista pulou de alegria no ventre de Isabel. É preciso também fazer com que as pessoas vibrem de alegria pela nossa presença cristã, pelo nosso testemunho cristão, para que nós também sejamos reconhecidos como Maria, como benditos. “Bendita és Tu entre as mulheres...”, como nós rezamos sempre, uma frase Bíblica de Isabel, que reconheceu em Maria, a Mulher Bem-Aventurada, Bendita.

Nós também como cristãos, como Templos Vivos do Amor de Deus, como testemunhas vivas do Evangelho, devemos ser reconhecidos como bem-aventurados, como benditos, para que por meio de nossas vidas, o mundo se torne bem aventurado, o mundo se torne bendito.

Vamos portanto, pedir nesta Eucaristia, que o testemunho de Nossa Senhora, possa falar mais alto em nossas vidas, como seus queridos filhos e filhas. Não podemos olhar para Maria, somente como Aquela que nos alcança graças como boa Mãe que é, é preciso recorrer a Ela como intercessora, mas não podemos nos esquecer de olhar para o testemunho de Maria! Corramos apressadamente em meio às dificuldades deste mundo ao encontro dos irmãos para servir e que pelo nosso testemunho, possamos fazer com que muitos, todos fiquem repletos do Espírito Santo."

Consagração
Pe. Carlos Alexandre, Pe. Ricardo Alexandre e Pe. Dario Palacio e o Acólito Marcus Vinícius



Dia 27

FESTA DE NOSSA SENHORA DA MEDALHA MILAGROSA

MISSAS:
6h - Pe. Sebastião Ribeiro
07h30 - Mons. Antônio Braz Benevente
9h - Pe. Elcimar Benedito da Silva
10h30 - Dom Aluísio Roque Oppermann
13h - Pe. Dario Palácio
14h30 - Pe. José Bezerra Pereira
16h - Pe. Geraldo dos Reis Maia
17h30 - Pe. Ricardo Alexandre Fidelis - Reitor do Santuário
19h - Missa Solene de Encerramento da Festa presidida por Dom Benedito de Ulhôa Vieira

Confissões: 6h às 19h
(Confissões para os peregrinos de outras cidades)

Santuário de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa - Uberaba/MG.
Monjas Concepcionistas
Pe. Ricardo Alexandre Fidelis
Reitor do Santuário