"Meu Barco"

Chamada por Deus, um dia,
No meu barco eu entrei,
Com Cristo meu Bem Amado,
Alto mar eu enfrentei.
Buscando as águas profundas,
Mesmo assim não me afoguei.
 
Quem ama Jesus não teme,
Navegar em alto mar,
Pois, Ele segura o leme,
Pr’o barco não naufragar.
Ainda aumenta as forças,
Pr’a gente não soçobrar.
 
Há mais de sessenta anos,
Que vivo a navegar,
Meu barco sempre incansável,
Nunca deixou de avançar
Contra os embates das ondas,
E as tempestades do mar.
 
Ir. Maria Antônia de Alencar, OIC