"Diálogo"

_ Mamãe, que Santa é esta
De beleza singular?
Tem uma estrela na fronte
Que brilha como o luar!
 
_ Minha filha, esta Santa
De beleza encantadora
É a Madre Beatriz
Nossa grande intercessora.
 
_ Mamãe, os outros Santos
Estão na Glória também
E nenhum deles tem estrela
Só esta Santa é que tem?
 
_ Filha, a Madre Beatriz
Já nasceu predestinada,
Fundar a Ordem Bendita
Em honra da Imaculada.
 
Por isso que o grande Deus
A fez assim tão ditosa
Colocando em sua fronte
Uma estrela luminosa.
 
_ Mamãe, se Ela nasceu
Com este grande luzeiro,
Certamente em sua casa
Não se usava candieiro.
 
Se eu tivesse uma estrela
Em minha fronte também,
Andava pelo escuro
Sem tropeçar em ninguém.
 
_ Filha, a Madre Beatriz
Era uma linda princesa
Trazia o rosto velado
Para ocultar sua beleza.
 
Mesmo dentro do Convento
Na rigorosa clausura
Só os anjos contemplavam
Sua excelsa formosura.
 
No dia da sua morte
Suspenderam-lhe o véu:
Tinha na fronte uma estrela
Que a levou para o Céu...
 
Ir. Maria Antônia de Alencar, OIC
Uberaba, outubro de 1968
(“As Flores do Meu Jardim”, págs. 51 e 52)